Acumular milhas aéreas: Veja como conseguir de forma rápida!

Acumular milhas aéreas

Esse  mundo de pontos e milhas ainda parece um mar de mistérios para muitas pessoas. Quem sabe você até já tenha ouvido que amigos viajaram de graça, mas até o dia de hoje não teve paciência nem tempo para tentar compreender como essas milhas funcionam. Outra classe de pessoas, é a que até já acumulou alguma pontuação, mas ainda está cheio de perguntas e gostaria de saber mais dicas. Bom, se você é essa pessoa, está no lugar certo!

Veja também:

Cartão de Crédito Porto Seguro

Cartão Renner: Como solicitar

Conta Mibank para negativado

Preparamos esse artigo cheio de dicas para que você alcance os seus propósitos, acumulando mais e fazendo o uso completo dessas milhas e pontuação. Responderemos a suas dúvidas.

Dicas para acumular mais milhas

Acumular milhas aéreas é bem mais fácil do que você pensa!

Coisas bem simples, como utilizar seu cartão de créditos no lugar do debito, podem gerar para você milhas, que garantirão suas passagens para as férias, vejamos alguns conselhos:

1. Use seu cartão de crédito para acumular milhas

O cliente acumula milhas e pontos, usando seu cartão e em várias vezes nem pagará valor a mais por isso. No fim de dois anos você poderá acumular o bastante para fazer suas viagens, claro que isso depende de seu exemplo de gasto. Para isso ter boa funcionalidade, o cliente precisa ter um cartão de crédito favorável em seu limite. Montamos um ranking com os melhores cartões de crédito para pessoas que viajam com mais frequência. E lembre sempre que existe a possibilidade de se negociar e não pagar o valor completo de sua anuidade.

2. Aproveite as promoções de transferências de pontos dos cartões de crédito

Você consegue acumular 30%, 50%, 100% e até 120% de bonificação fazendo a transferência de pontos de cartões de crédito para os programas de fidelização em tempos de promoção, essas que estão disponíveis inúmeras vezes durante o ano. Em casos assim, 20 mil pontos podem se transformar em 30 mil, 35 mil ou até 40 mil, isso irá depender da promoção que você se encaixar. 

3. Aproveite as promoções de bônus de acúmulo dos parceiros não aéreos

É comum as grandes empresas aéreas oferecem promoções do tipo: ganhe número x de pontos por cada real gasto. Se você precisar comprar coisas ou algum produto variado ou serviço, essa é uma boa chance de ganhar pontos ou milhas. Faça a comparação dos preços para chegar à conclusão de se estar pagando um valor justo pelo que está comprando. O aceitável é que o preço não sofra nenhum tipo de alteração por essa troca de pontos. É importante tirar alguns prints em meio ao processo da compra, para que se caso os pontos não sejam creditados você tenha provas para contestação.

4. Conheça as alianças e parcerias aéreas de cada programa

É possível fazer o acúmulo de pontos Latam Pass por exemplo voando Latam, mas também voando Delta, Iberia, British, Qatar e companhias com parcerias. É possibilitado ao cliente fazer o acúmulo de milhas Smiles voando com a GOL, mas também com a Copa, Airlines, Aeroméxico, KLM, Air France, Alitalia, TAP, Emirates, e várias outras.

5. Assinar clubes de milhas ou pontos

Esses mesmos são disponibilizados através dos seus respectivos programas possibilitando o acúmulo de uma soma de milhas ou pontos mensais, com o pagamento mensal correspondente ao plano fixado. Tais pontos se unem aos que você recebe voando, no cartão de crédito e demais parcerias, o que acelera seu acúmulo e dá maior disposição a vantagens exclusivas, podendo unir bônus divergentes para transferir em resgate de passagens com maiores descontos, pontos do cartão de crédito, pontos bônus e até subida para categoria do programa de fidelização. Podemos citar por exemplo: o Clube Livelo, Clube TudoAzul, Clube Latam Pass e Clube Smiles.

O que definirá se a opção do Clube é ou não um bom negócio será a comparativa de quanto custa acumular essa pontuação, aderindo bônus e benefícios de outras promoções, com correlação ao que você conseguiu resgatar neles. Para quem consegue acumular e resgatar uma boa quantia em milhas anualmente, pode ser bastante vantajoso.

6. Aplicativos digitais de pagamento de contas e transferência de dinheiro

Aplicativos como Recarga Pay, Mercado Pago, ITI, Pic Pay, dentre outros, garantem o pagamento de contas pessoais ou boletos sem tarifas, o que facilita a junção de pontos com gastos pontuais que você já teve. Dessa forma, basta aproveitar o que você encontrar com disponibilidade gratuitamente em cada aplicativo com intuito de gerar milhas com seus gastos pessoais. Cada aplicativo tem sua regulamentação, mas na maioria das vezes seu limite é de R$ 500 ou R$ 1.000 sem tarifas.

Boletos de valores superiores, no caso de você criar duas contas no mesmo aplicativo com celulares diferenciados, assim você poderá fazer transferências de valores entre contas sem custo algum, e ainda gerar milhas, já que esse valor é debitado de seu cartão de crédito, e depois pode efetuar o pagamento do boleto com o seu saldo em conta.

Importante: esses aplicativos podem apresentar falha no processamento de boletos, portanto, é aconselhável efetuar seus pagamentos em no mínimo 2 dias antes de seus respectivos vencimentos. Além de que, essas normas estão em constante mudança, até de mês para mês, por isso consulte o aplicativo antes de utilizá-lo. 

Dicas para fazer um bom uso dos pontos e milhas

1. Defina seus parâmetros de viagem e resgate ao tempo que acumula seus pontos. Veja a quantidade de pontos que você precisará para fazer o resgate que deseja e faça planejamento de mais ou menos quando terá esse valor de saldo. Acompanhe os valores, e esteja atento às promoções.

2. Faça seu planejamento de emissão de passagens com pontos ou milhas com prazo de antecedência. Emitir essas passagens com menos de 46 dias da data de sua viagem é certeza de ter de pagar mais caro por seu bilhete. Se seu voo for em temporadas de férias escolares, feriados nacionais e datas festivas, o prazo perfeito para sua solicitação é de ao menos 90 dias antes.

3. Aproveite  promoções de resgate de passagens. Nesses períodos de promoções, que acontecem poucas vezes no ano, com mais ou menos 2.000 pontos é possível que você consiga resgatar uma passagem com destino nacional, e partindo de 6 mil pontos,  clientes conseguem uma passagem para voo internacional.

4. Aproveite as promoções que disponibilizam o resgate de serviços ou produtos. Vez ou outra os programas disponibilizam de saldão com serviços à até mesmo produtos com até 70% off em milhas ou pontos.

5. Compare o valor de resgate com seus pontos com o valor da passagem em dinheiro. Pode ser melhor para você efetuar a compra de determinada passagem em dinheiro e ainda aumentar sua pontuação, deixando para usar seus pontos em uma outra compra. O valioso é sempre observar as opções e avaliar quais delas são mais vantajosas.

Aconselhamos portanto que o cliente avalie bem antes de finalizar suas compras, pois as promocionais costumam aparecer em épocas em que as passagens tradicionais, pagas em dinheiro, estão com preços bem mais acessíveis, compensando em sua maioria, efetuar a compra dessas passagens em dinheiro e acumular pontos e milhas com esse voo. Comprar pontos ou milhas para fazer acumulo de poupança não é um bom investimento.