Agronegócio bate recorde em exportação no mês de abril com compras chinesas

Agronegócio bate recorde em exportação

As exportações podem ser caracterizadas como a saída de um bem do seu país de origem em que ele é comprado por outro país por algum determinado motivo. O agronegócio do Brasil vem se destacando na área e vem atingindo valores recordes principalmente pelo período, no mês de abril, e ultrapassando o valor de 10 bilhões de dólares. Esse valor é um recorde histórico e firme no embarque de soja e venda de carnes, segundo informações do nosso Ministério da Agricultura. 

Não só os recordes foram batidos pelo período do mês de abril, mas o quadrimestre como um todo, se apresenta como um recorde no período e isso se dá ao fato da China ter demandado mais produtos e antecipado determinadas compras. O mais próximo desse valor de vendas externas no mês de abril havia apenas sido atingido em 2013, ou seja, 7 anos atrás, com um valor inferior ao atingido atualmente de  9,65 bilhões de dólares.

eBay investirá R$ 600 mil para apoiar micro, pequenas e médias empresas no Brasil

Esse atingimento de recordes está se dando não somente no mês de abril, mas também nos meses anteriores. As exportações do mês de março atingiram 10,2 bilhões que equivale a 25% a mais do que o atingido no mesmo período no ano anterior, em 2019. O governo brasileiro declarou que esses recordes vem se dando principalmente pelas exportações de soja, já que o Brasil atualmente é o maior fornecedor a nível global deste produto. O governo possui dados de que as exportações aumentaram para 73,4% (16,3 milhões de toneladas) e isso equivale a mais de 7 milhões de toneladas se comparado a 2019. O agronegócio tem participação significativa e gritante nos números relacionados às exportações brasileiras que atualmente atingiram também seu recorde de participação em 55,8%. No ano passado no mesmo período essa participação era de 42,2%, que já era alto, porém não majoritário.

Arrecadando os dados relativos ao quadrimestre, também temos recordes se somarmos todos os meses em conjunto. O agronegócio atingiu 31,40 bilhões de dólares, que é uma alta de 5,9% se comparados ao ano anterior. Essas exportações crescentes também resultaram em maiores volumes embarcados com aumentos de 11,1% enquanto os índices de preço sofreram reduções para 4,7%. Essas exportações são relativas ao melhor resultado acumulado do quadrimestre historicamente e quase chegou a metade do valor total de exportação (46,6%). Mesmo com a redução do preço da soja, os valores dos acumulados vem sempre nesse movimento de vendas crescentes. A China ainda continua como a maior aquisitora da soja com 73,4% no acumulado do quadrimestre seguido da carne bovina que é responsável por 49,6% dos restos das exportações da China, e a carne sendo responsável por 45,3% no segmento de carnes exportadas do Brasil. 

Para continuar atingindo esses números, nosso setor de agronegócio já se preparou e conforme sua programação a expectativa é de que o setor continue firme e forte exportando mais de 14 milhões de toneladas de soja. Mesmo num cenário triste e não muito animador do Covid-19, podemos dizer que esse setor da economia  não foi prejudicado.

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.