Banco Central divulga listas de instituições habilitadas a utilizarem o Pix

Pix Banco Central

Na última semana, o Banco Central divulga a lista de instituições financeiras habilitadas a utilizarem o Pix, que está programado para estrear no dia 16 de novembro. Ao todo, 762 empresas, entre bancos, cooperativas, fintechs e serviços de pagamento poderão usufruir do serviço para seus clientes.

A lista das empresas aprovadas pode ser consultada neste link.

Saiba mais

BNDES já destinou R$ 100 bilhões em apoio emergencial na pandemia

Inter reduz taxa de crédito e apresenta nova linha de financiamento imobiliário

Aprenda os 9 hábitos mais fáceis para economizar dinheiro

Dotz anuncia sua conta digital com cartão sem anuidade

Bradesco anuncia descontos para a Black Friday

Banco BRB lança cartão de crédito destinado as torcedoras do Flamengo

Entretanto, cerca de 221 instituições ficaram de fora da lista, por terem sido reprovadas ou por desistirem da adesão. O Bacen informou que 980 instituições solicitaram a adesão a Pix. Algumas excluíram a solicitação e outras foram reprovadas.

Uma delas é o Alipay, serviço de pagamentos do grupo chinês Alibaba. Em retorno a Reuters, o grupo informou que solicitou a adesão, mas excluiu o seu nome por conta própria, de acordo com sua “estratégia de internacionalização”.

Outro nome na lista de excluídos é o Banco XP que, em nota a Reuters, informou que “não aderiu ao Pix neste momento, pois o Banco XP ainda não oferece serviços de conta digital”.

O PayPal também aparece nesta lista, mas a empresa não informou o motivo. A participação das empresas no Pix pode ser direta ou indireta. Na primeira modalidade, estão as instituições que terão acesso imediato ao Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI), enquanto os participantes indiretos são empresas que devem contratar um participante direto para intermediar as transações no sistema.

A lista completa das empresas reprovadas pode ser consultada em apuração feita pelo site Tecnoblog.