BTG Pactual destina R$ 9 milhões para crédito social

BTG Pactual

Em mais uma ação da campanha #NumerosQueImportam, o BTG Pactual (BPAC11), maior banco de investimentos da América Latina, acaba de anunciar que irá reverter para o terceiro setor, todo o valor proveniente dos juros pagos por nano, micro e pequenos empreendedores que receberam a linha de crédito concedida pelo Banco com o objetivo de minimizar os efeitos da crise causada pela pandemia do coronavírus.

Saiba mais

BTG Pactual inicia inscrições para mentoria para mulheres

Pandemia do Covid-19 acelera uso dos canais digitais nos bancos

InoveBanco se junta ao BTG Pactual Business para fornecer créditos para PME’s

Banco PAN anuncia nova diretora de crédito e cobrança

Em ação inédita, o Banco concedeu um crédito de R$ 9 milhões para microempresários, com taxa de 6% ano. Esses juros, que serão recebidos pelo BTG Pactual em até 24 meses, serão integralmente reinvestidos em ações do terceiro setor. No total, mais de meio milhão de reais serão revertidos pelo banco para projetos apoiados pela campanha #NumerosQueImportam .

Para viabilizar a iniciativa, o BTG Pactual utilizou toda a infraestrutura do BTG+ business, plataforma digital de soluções para pequenas e médias empresas.

Entre alguns dos parceiros do BTG Pactual nesse projeto estão organizações sociais como o Grupo Mulheres do Brasil – com a iniciativa Fundo Dona de Mim, Gerando Falcões e a fintech de pagamentos JUSTA , que estão disponibilizando a sua base para os recursos chegarem a quem precisa. A iniciativa deverá beneficiar 1.000 mulheres empreendedoras, 1.000 nano empreendedores de algumas das favelas mais vulneráveis do país e nano empreendedores de todo o Brasil.

No caso das mulheres empreendedoras, os créditos provenientes dos juros serão reaplicados por meio da rede do Grupo Mulheres do Brasil. Para nano e pequenos empreendedores das favelas, os créditos serão revertidos em parceria com a Rede Gerando Falcões. E para o restante dos nano e pequenos empreendedores de todo o Brasil, a reaplicação dos créditos será feita em parceria com as fintechs JUSTA, InoveBanco e Gazit.

“Nosso objetivo com esse reinvestimento é fomentar ações e projetos sociais do terceiro setor. Além disso, pretendemos continuar apoiando os nano, micro e pequenos empreendedores que desempenham papel fundamental para a retomada e para o futuro da economia”, diz Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

O projeto de crédito social é mais uma ação do BTG Pactual em meio à pandemia viabilizada pela infraestrutura do BTG+ business, sua plataforma de soluções para MPMEs. O banco apoia diversas iniciativas solidárias e de negócios para o combate à Covid-19, que podem ser acompanhadas pela campanha #NumerosQueImportam .