Busca por empréstimos com garantia de imóvel para reformas cresceu 22% na pandemia, mostra Pontte

Empréstimos

A pandemia de covid-19 obrigou muitos negócios a suspenderem suas atividades físicas por conta do isolamento social. Dessa forma, o período com o home office tornou-se propício para tirar do papel as reformas de imóveis. É o que aponta levantamento da Pontte, fintech de crédito digital.

Saiba mais

Procura por crédito foi maior pelo terceiro mês seguido, aponta Serasa

Magalu abre inscrições para programa de trainee exclusivo para pessoas negras

Black Friday 2020: e-commerce espera maior auge de todos os tempos

Magalu compra startup que conecta fabricantes a consumidores finais

Revelo lança aceleradora de carreiras que aumenta as chances de contratação em até 224%

Sofisa Direto lança nova versão do seu aplicativo com interface mais simples e intuitiva

A empresa, especializada em empréstimos home equity, identificou desde o início da quarentena, em março de 2020, um crescimento de 22% na busca por crédito com garantia imobiliária para realização de reformas em casas, apartamentos e prédios comerciais.

Se comparar apenas as buscas efetuadas em fevereiro, último mês antes do avanço do novo coronavírus, com julho deste ano, o aumento é de 44%. O levantamento foi feito com dados da plataforma da Pontte, que recebeu mais de 6 bilhões de solicitações de crédito até agosto de 2020 – em 2019, o total foi de 1,7 bilhão.

Operando no mercado desde 2019, a empresa completou um ano de operação em maio. De janeiro a agosto, o volume de simulações na plataforma foi 204% superior aos oito meses de atuação no ano passado. A estimativa é emprestar cerca de R$ 400 milhões até dezembro para empresas e pessoas físicas.

“Durante a pandemia, muitas pessoas aproveitaram o período trabalhando em casa para buscar recursos e revitalizar seus imóveis residenciais e comerciais, pensando não só no bem-estar futuro, mas na própria valorização da propriedade”, explica Carol Schulz, Diretora de Marketing e Operações da Pontte.