Caixa atinge lucro líquido ajustado de R$ 2,6 bilhões no terceiro trimestre

empréstimo pessoal da Caixa

A CAIXA, o maior banco brasileiro em número de clientes e crédito, anuncia o seu resultado consolidado do terceiro trimestre (3T20).

Saiba mais

No terceiro trimestre de 2020 o lucro ajustado foi de R$ 2,6 bilhões, crescimento de 1,7% em relação ao 2T20. Até setembro, o lucro líquido ajustado foi de R$ 8,3 bilhões. O índice de cobertura das despesas administrativas atingiu o valor de 72,9%, aumento de 7,9 p.p. no trimestre e o índice de cobertura das despesas de pessoal totalizou 113,6%, crescimento de 14,2 p.p. em relação ao 2T20.

A margem financeira alcançou R$ 9,9 bilhões no terceiro trimestre de 2020, aumento de 2,7% se comparado ao trimestre anterior, consequência do crescimento de 1,3% nas receitas das operações de crédito e redução de 11,4% nas despesas de captações.

No 3T20, as receitas provenientes das operações de crédito habitacionais totalizaram R$ 8,3 bilhões, aumento de 3,9% em relação ao 2T20. Essas receitas representam 52,5% do total das receitas de crédito. Destaca-se ainda o crescimento de 15,2% nas receitas com operações de saneamento e infraestrutura.

As despesas de captação foram impactadas principalmente pelas reduções, no trimestre, de 18,9% com as operações de poupança, 35,7% com CDB, 22,1% com operações compromissadas e 29,9% em letras. O comportamento dessas despesas reflete o forte crescimento nas linhas de menor custo aliado ao cenário atual da taxa básica de juros da economia.

As receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias totalizaram R$ 6,1 bilhões, crescimento de 13,4% quando comparado ao segundo trimestre de 2020. Destaca-se no período o aumento de 19,1% em serviços de governo, 9,1% em receitas de conta corrente, 37% em cartões e 215,2% em seguros.

As despesas de pessoal, que correspondem a 64,9% das despesas administrativas, apresentaram crescimento de 2,3% no trimestre, influenciadas pelo reajuste anual nas tabelas salariais dos empregados e pelo pagamento do abono único. Desconsiderando o abono único, pago conforme as regras estabelecidas no Acordo Coletivo de Trabalho 2020/2022, correspondente ao valor de R$ 166,1 milhões, as despesas de pessoal apresentaram uma redução de aproximadamente 1% no trimestre.

O Índice de Basileia atingiu 17,8%, sendo superior em 7,6 p.p. ao mínimo exigido de 10,25%. O índice de capital principal totalizou 12,3%, enquanto o de nível I 12,6%, mantendo-se acima do mínimo regulatório de 6,75% para o de capital principal, e 8,25% para o de capital nível I.

CARTEIRA DE CRÉDITO AMPLA TOTALIZA SALDO DE R$ 756,5 BILHÕES

A carteira de crédito ampla da CAIXA fechou com saldo de R$ 756,5 bilhões em setembro de 2020. O aumento de 13,2% nas contratações de crédito impulsionou o crescimento de 10,7% no saldo da carteira em relação ao 3T19, influenciado principalmente pelos aumentos de 9,3% em habitação; 6,1% em saneamento e infraestrutura; 5,2% em crédito comercial pessoa física; 32,9% no rural e 52,7% em crédito comercial pessoa jurídica, principalmente nas linhas para micro e pequenas empresas.

Somente no terceiro trimestre, a CAIXA contratou R$ 122,9 bilhões em crédito, valor 27,5% superior ao segundo trimestre de 2020.

PARTICIPAÇÃO DA CAIXA NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO ATINGE 69,2%

A CAIXA é a líder da contratação com recursos SBPE, e o saldo da carteira de crédito habitacional cresceu 9,3% em 12 meses e chegou a R$ 498,7 bilhões em setembro de 2020, dos quais R$ 310,7 bilhões foram concedidos com recursos FGTS e R$ 187,9 bilhões com recursos SBPE. A CAIXA detém a liderança do mercado habitacional com 69,2% de participação.

Em outubro de 2020, a CAIXA disponibilizou a todos os clientes a possibilidade de contratar seu financiamento habitacional de forma digital. Por meio do app Habitação CAIXA, o usuário tem acesso a um serviço interativo, que abrange todas as fases do financiamento, desde o cadastro até a aprovação, trazendo mais agilidade e segurança ao financiamento habitacional.

No terceiro trimestre de 2020, os Programas Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela contrataram R$ 16 bilhões, o equivalente a 100,5 mil novas unidades habitacionais. Somente para o Programa Casa Verde e Amarela foram disponibilizados R$ 5,3 bilhões para a aquisição de mais de 34 mil unidades habitacionais.

ATUAÇÃO DA CAIXA PARA MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS DO COVID-19:

Auxílio Emergencial

Com pagamento de R$ 261,2 bilhões, e mais de 67,8 milhões de brasileiros beneficiados, foram feitos 438,4 milhões de pagamentos referentes ao Auxílio Emergencial, até o dia 24 de novembro.

O Auxílio Emergencial é a maior ação de transferência de renda já realizada no Brasil e acumula também os seguintes números:

109,2 milhões de cadastros processados
1,85 bilhão de visitas ao site do Auxílio Emergencial
621,5 milhões de ligações na central telefônica exclusiva 111
128,8 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial
274,7 milhões de downloads do aplicativo CAIXA Tem.

Saque Emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

O público total do Saque Emergencial do FGTS é de 60 milhões de pessoas, com valor de R$ 37,7 bilhões em pagamentos. Ao final do terceiro trimestre de 2020, R$ 28,5 bilhões já foram pagos a 45,2 milhões de trabalhadores, com base na Medida Provisória 946/20, que limitou o valor de até R$ 1.045 por trabalhador, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas no FGTS.

Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda – BEm

A CAIXA pagou, até 24 de novembro de 2020, R$ 14,5 bilhões, beneficiando mais de 4,3 milhões de pessoas no BEm, que é voltado aos trabalhadores que tiveram redução proporcional de jornada de trabalho e de salários ou a suspensão temporária do contrato de trabalho, com base na Lei 14.020/2020.

Antecipação do Abono Salarial – Programa de Integração Social (PIS)

A CAIXA antecipou o início dos pagamentos do Abono Salarial referentes ao calendário 2020/2021, conforme Resolução CODEFAT Nº 857, de 1º de abril de 2020, como mais uma medida do Governo Federal para mitigar os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

No período, foram antecipados R$ 4,6 bilhões para os beneficiários que possuem conta na CAIXA. Para os beneficiários sem conta, o recebimento ocorrerá conforme calendário de pagamento definido.

Plataforma Digital – CAIXA Tem

Atingindo o recorde de mais de 105 milhões de contas poupanças sociais digitais gratuitas abertas até o dia 16 de novembro, o app CAIXA Tem viabilizou o maior movimento de inclusão social, digital e financeira do Brasil. Com potencial para pagamento da ordem de R$ 355,9 bilhões em benefícios sociais (Auxílio Emergencial, Saque Emergencial do FGTS, “BEm” e Antecipação Abono – PIS) para mais de 120 milhões de pessoas, o app apresenta o menor consumo de dados do mercado, e tem foco nos segmentos de renda básica, social e microempreendedor individual (MEI).

Dentre as principais transações do app, estão a utilização do cartão de débito virtual, pagamento de boletos e contas de concessionárias, como água, luz e telefone, além de saques, pagamentos por meio de QR Code e transferências.

Cartão de Débito Virtual

Com 88,5 milhões de transações realizadas, R$ 33,9 bilhões em recursos transacionados, e 95,8 milhões de cartões emitidos até 23 de novembro de 2020, a CAIXA, desde o lançamento da plataforma digital CAIXA Tem, aprimorou seu cartão de débito virtual com a finalidade de permitir seu uso pelos beneficiários dos programas sociais, respeitando o distanciamento social. O cartão permite também a compra em mais de 1 milhão de lojas físicas e sites de empresas.

Funcionalidade QR Code no App CAIXA Tem

Até 23 de novembro de 2020, foram pagos mais de mais de R$ 11,1 bilhões, por meio de mais de 80,7 milhões de transações via QR Code. Seu uso é possível em lojas físicas que possuem equipamentos com tecnologia compatível para efetuarem as transações. No app também é possível que seus usuários enviem e recebam recursos entre si sem a necessidade de digitar dados bancários do destinatário dos recursos.

PIX

Primeira colocada dentre os grandes bancos, a CAIXA atingiu mais de 13 milhões de chaves cadastradas no PIX, o novo sistema de pagamentos e transferências do Banco Central, até o dia 24 de novembro de 2020.

O serviço está disponível a todos os clientes, principalmente àqueles que possuem conta corrente, poupança e poupança social digital, podendo ser cadastrado por meio dos app CAIXA, CAIXA Tem e do Internet Banking CAIXA.

Mais de 8,5 bilhões de transações realizadas nos Canais Digitais da CAIXA

Compostos pelo CAIXA Tem, Internet banking e app CAIXA, os meios de pagamentos digitais vêm sendo aprimorados continuamente pela CAIXA e obtiveram, no 3T20, 80,4% de participação no total de transações efetuadas, excluindo-se aquelas realizadas nas unidades lotéricas, Correspondentes CAIXA Aqui e rede parceira compartilhada. Somente nos canais app CAIXA e no app CAIXA Tem foram realizadas 7,6 bilhões de transações.

R$ 25,4 bilhões de crédito a mais de 200 mil Micro, Pequena e Média Empresa – PRONAMPE, FAMPE e FGI

A CAIXA atingiu, no acumulado até o dia 30 de outubro de 2020, a marca de R$ 25,4 bilhões disponibilizados para mais de 200 mil micro, pequenos e médios empresários. Os contratos foram realizados com taxas e condições especiais para ajudar o segmento a enfrentar os efeitos que a pandemia de COVID-19 provocou na economia.

No período, foram contratados um montante de R$ 12,1 bilhões por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE). A CAIXA foi a primeira instituição financeira a operar essa linha de crédito, tendo iniciado as contratações no dia 16 de junho de 2020.

Na linha de crédito amparada pelo Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE) foram contratados R$ 2,3 bilhões. Essa modalidade conta com o Crédito Assistido do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), antes, durante e após a contratação.

Desde 24 de agosto de 2020, a CAIXA passou a disponibilizar para as empresas de pequeno e médio porte a nova linha de crédito para capital de giro com garantia do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), no âmbito do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (PEAC), e desde o seu lançamento até o final de outubro de 2020 já foram contratados R$ 11,1 bilhões.

Nova linha de crédito para antecipação do Saque-Aniversário do FGTS

A CAIXA foi a primeira a disponibilizar a linha de crédito de Antecipação do Saque-Aniversário do FGTS, na qual não será necessário que os trabalhadores aguardem o mês de seu aniversário para terem acesso aos recursos, sendo possível antecipar o valor dos benefícios correspondentes aos próximos dois anos. A taxa de juros praticada para antecipação, de 0,99% a.m., está entre as mais baixas cobradas para pessoa física pela CAIXA.

Até o dia 24 de novembro de 2020, foram contratadas 1,7 milhão de antecipações do Saque-Aniversário do FGTS, totalizando um saldo de R$ 4 bilhões.

Crédito Imobiliário

Para proteger e garantir o acesso à moradia da população de baixa renda e estimular a construção civil nacional, a CAIXA implementou medidas com vistas a atender tanto as pessoas físicas quanto as construtoras e incorporadoras.

Novas medidas adotadas para Pessoa Física

Redução de até 0,50 p.p. na linha de crédito indexada pela Taxa Referencial (TR). Taxa mínima de TR + 6,25% e máxima de TR + 8,00% para novos financiamentos.

Prorrogação da carência para início do pagamento das parcelas dos novos contratos imobiliários até dezembro de 2020.

Opção de pagamento parcial da prestação: o cliente pode optar por pagar 75% da parcela durante até seis meses, ou entre 50% a 75% por até três meses.

Lançamento do Real Fácil CAIXA, que consiste na revitalização do Crédito Imóvel Próprio – CIP, uma operação de crédito para pessoas física, sem destinação específica, tendo como garantia o imóvel.

Visando aliviar o orçamento das famílias brasileiras, a CAIXA concedeu pausa de até 180 dias no pagamento das prestações imobiliárias, o que correspondeu ao valor de R$ 2,3 bilhões em parcelas pausadas.

Empregados e Colaboradores

Para fortalecer o atendimento, a CAIXA contratou 88 novos empregados no terceiro trimestre, para atuarem diretamente na linha de frente nas agências, sendo 6 Pessoas com Deficiência – PCD. Com essas contratações, a quantidade de PCDs na empresa aumentou para 3.501, reafirmando o compromisso de fortalecer a cultura da inclusão, além de valorizar a diversidade e a humanidade.

No mês de outubro, a CAIXA ampliou o protocolo de prevenção ao novo coronavírus, disponibilizando testagem para todos os empregados como ação preventiva de saúde e segurança no trabalho. No total, uma amostra potencial de 68,4 mil empregados permitiu o mapeamento de regiões com maior exposição à COVID-19, além de obtenção de insumos para aprimoramento dos protocolos de enfretamento e ações regionais.

Desde o início da pandemia, a CAIXA distribuiu mais de 2,5 milhões de máscaras e mais de 36,5 mil protetores faciais de acrílico para empregados e colaboradores, bem como disponibilizou álcool em gel para uso em todas as unidades, sendo priorizadas as de atendimento ao público. As agências e salas de autoatendimento recebem higienização cinco vezes ao dia.

Visando reduzir as filas para atendimento ao público e preservar a integridade física dos clientes, empregados, colaboradores e das agências, a CAIXA reforçou as unidades com até 5 mil novos vigilantes e recepcionistas.

EFICIÊNCIA E REDUÇÃO DE CUSTO DE CAPITAL

No 9M20 houve uma redução de 51,6% no custo da atualização monetária dos IHCD em relação ao 9M19, representando uma economia de R$ 1 bilhão, influenciada principalmente pelo pagamento de R$ 11,35 bilhões ocorrido em 2019.

A devolução dos IHCD significa uma economia direta para a CAIXA, considerando que o custo dessa dívida é muito superior à taxa Selic, e reflete o compromisso com a redução do custo de capital do banco.