Caixa destina R$ 50 milhões do Pronampe para microcrédito

empréstimo pessoal da Caixa

Na última quinta-feira (03), o Ministério da Economia aumentou o limite da CAIXA para contratação pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) em R$ 2,55 bilhões. Dentro desse novo limite, a CAIXA foi a única instituição financeira que direcionou R$ 50 milhões para beneficiar cerca de 3 mil microempresas. Até o momento, a CAIXA já contratou cerca de R$ 1,8 bilhão na nova fase do Pronampe. No acumulado, já foram contratados R$ 9,1 bilhões por meio da linha.

Saiba mais

Operações de crédito dos bancos somam R$ 1,8 trilhão entre março e agosto

Recovery oferece programa de recompensas na renegociação de dívidas

Santander oferece crédito com garantia de investimento

Empréstimo no Carnê para Autônomos Como Solicitar?

Banco do Brasil vai repassar recursos emergenciais para trabalhadores do setor cultural

Para o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, por meio de mais essa iniciativa, a CAIXA reforça sua atenção ao empreendedor brasileiro. “O microcrédito é um dos focos estratégicos da nossa gestão. Mais uma vez, saímos na frente, utilizando o Pronampe para atender, também, os microempreendedores, além dos micro e pequenos empresários”, ressalta.

O Pronampe Microcrédito conta com a parceria do SEBRAE para o crédito assistido antes e após a contratação com a CAIXA. O recurso pode ser utilizado para o capital de giro isolado ou associado ao investimento. Os clientes podem utilizar o crédito, por exemplo, para realizar reformas, adquirir máquinas e até mesmo direcionar os recursos para as despesas operacionais, como o pagament o de salário de empregados, compra de matérias-primas ou de mercadorias.

Como funciona o Pronampe Microcrédito

Direcionada às microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil, a nova linha tem crédito limitado a R$ 20 mil. O prazo total do financiamento é de 36 meses, sendo oito de carência, com a capitalização mensal dos juros, que serão incorporados ao saldo devedor. A taxa de juros anual máxima é igual à taxa básica de juros (Selic) + 1,25% ao ano. 

As microfinanças na CAIXA são soluções para o desenvolvimento social e a recuperação do empreendedor brasileiro informal ou formalizado. Para conhecer as demais iniciativas, consulte o site www.caixa.gov.br/empreendedor.

Linhas de crédito para MPEs

Além do Pronampe, a CAIXA oferece várias linhas de créditos para micro e pequenas empresas (MPE), como o Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe), linha disponibilizada em parceria com o Sebrae para Microempreendedores individuais e MPEs.

Somando apenas as duas linhas, a CAIXA superou R$ 11,3 bilhões em fomento às MPEs durante o período de pandemia da Covid-19.

Como contratar

Os clientes devem acessar ao site www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa e preencher um  formulário de interesse ao crédito. O banco entrará em contato se a empresa estiver apta a contratar o financiamento. A solicitação também pode ser feita nas agências da CAIXA.