CLT: Saiba como receber auxílio maternidade estando desempregada

Talvez você desconheça seus direitos e não saberia disso se não chegasse até aqui. Sim! As mulheres podem e devem receber auxílio maternidade mesmo que estejam desempregadas. Esse benefício é concedido por ninguém mais e ninguém menos que a Previdência Social, é o papel deles.

É difícil ter um filho nas condições que nosso país nos fornece. A verdade é que está difícil até mesmo, se manter sozinho com tudo que desejaríamos. O governo nos promete muitas coisas, mas grande parte delas não são fornecidas a nós. Tudo bem, vamos mudar o foco pois esse assunto é revoltante.

Mesmo com toda dificuldade que estamos passando a alguns anos, aquelas que tiverem seus filhos e ao mesmo tempo forem desempregadas, ficar de olho nas leis da Previdência pode te ajudar e muito, saiba como!

Como funciona o auxílio maternidade

A lei, implica que aquelas mulheres que tiveram filhos entre o período de 12 a 36 meses após serem demitidas, possuem o direito ao auxílio maternidade. Este auxílio não vale apenas para filhos biológicos, ele também é concedido às mulheres passam pelo sistema de adoção.

É claro, para ter acesso ao benefício, é preciso ter trabalhado com a carteira assinada e ter pago as taxas do INSS. Muitas gestantes se questionam quanto ao recebimento do benefício em casos de auto demissão. Sim, mesmo que você tenha se demitido, ainda tem direito ao benefício de auxílio maternidade. Porém, é preciso estar dentro do período de graça e ter cumprido a carência exigida.

Para aquelas que foram demitidas por justa causa, o benefício também é um direito das grávidas. E com os mesmos requisitos anteriores, estar dentro do período de graça e ter cumprido a carência.

Um dos grandes problemas é quando se trata da demissão sem justa causa. Neste formato de demissão, o INSS não concede o benefício para a gestante. Eles alegam que este valor deveria ser fornecido pela empresa. Mesmo que achamos essa regra muito incorreta, é uma realidade.

O que fazer para capturar o benefício?

Para ter acesso ao valor referente ao auxílio maternidade, você precisa ter em mãos a certidão de nascimento da criança ou em casos de adoção, a certidão de nascimento expedida pela decisão da justiça. Em seguida, RG, Carteira de trabalho e CPF da mãe desempregada. Para finalizar, os comprovantes de pagamento do INSS de no mínimo 10 meses. O valor será calculado de acordo com o último salário recebido!

Qualquer problema que a grávida tiver nesse processo, caso tenha todos os documentos necessários de comprovação, devem ser levados à justiça. O auxílio maternidade é um benefício que não pode ser negado à gestantes que possuem suas situações corretas com a Previdência.

Meta descrição: Neste artigo você encontra as informações necessárias para saber quando você tem direito à pegar o auxílio maternidade.

Conheça o cartão de crédito da C6 Bank!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.