Como Economizar nas suas Finanças para Começar a Investir seu Dinheiro

Está mais do que provado que para começar a investir seu dinheiro, o primeiro passo é economizar nas suas finanças, pois isso é que vai lhe dar mais segurança e tranquilidade.

Quando você sabe que todas as suas finanças estão organizadas, fica bem mais fácil pensar em qual investimento está mais alinhado com os seus objetivos.

O problema é muitas pessoas não têm ideia por onde começar e nem o que fazer.

Foi exatamente por isso que preparamos esse artigo, onde vamos passar umas dicas para você aprender a economizar nas suas finanças de forma a sobrar dinheiro no final do mês para começar a investir.

Por que é importante economizar nas suas finanças?

Na verdade, economizar nas suas finanças não serve apenas para encontrar uma forma de investir seu dinheiro, mas quando você tem um maior controle financeiro, fica mais fácil de saber para onde ele está indo.

E se por um acaso perceber que tudo está saindo do controle, o melhor a fazer é parar e repensar o que está fazendo, caso contrário, pode ter sérios problemas financeiros no futuro.

Então, se você é uma dessas pessoas, basta mudar alguns hábitos e com um pouco de disciplina, logo se consegue colocar tudo em seus devidos lugares novamente.

E o melhor de tudo, ainda vai sobrar algum dinheiro para investir.

Dicas para economizar nas suas finanças

Pode até ser que você já aplique algumas dessas dicas, mas se por um acaso não está funcionando, provavelmente alguma coisa não está fazendo da maneira correta.

Tenha em mente que, essas dicas podem ajudar bastante a fazer com que você comece a investir seu dinheiro:

1. Monte um planejamento financeiro

Foto profissional grátis de analisando, analisar, análise, análises

Montar um planejamento financeiro é o primeiro passo que você precisa fazer para ter uma noção clara de quais são seus gastos e comparar com as suas receitas. Veja como fazer:

  • Anote todas as suas despesas fixas: aluguel, condomínio, alimentação, mensalidade escolar, contas domésticas, financiamento do carro ou prestação de empréstimo, se tiver;
  • Escreva seus gastos eventuais: remédios, presentes, uma roupa, etc.; 
  • Registre despesas com lazer e cuidados pessoais: restaurantes, cinema, academia, etc.;

Além disso, anote suas despesas do dia a dia, por exemplo, um cafezinho, um lanche, a passagem de metrô, e seus gastos com cartão de crédito. 

Você pode fazer todos esses registros em uma planilha no Excel, em um aplicativo ou mesmo em um caderno.

Depois de anotar tudo, é importante observar se as contas fecham no fim do mês e se sobra algum dinheiro.

2. Revendo as contas

amor, apartamento, assistindo

Vamos supor que você colocou tudo no papel e viu que os seus gastos são maiores do que a sua receita. Então é o momento de rever as contas.

O objetivo aqui é tentar diminuir as despesas. Vamos ver dois exemplos:

Você possui um pacote de TV por assinatura e raramente assiste a todos os canais. Uma alternativa seria trocar por uma melhor IPTV que tivesse uma assinatura mensal mais acessível. Nela você acessaria também vários canais por um preço bem menor.

Também se você é daqueles que usa pouco a internet somente para baixar Whatsapp GB atualizado ou responder mensagens dos amigos e parentes, é hora de rever seu plano com a provedora de internet, negociar para um pacote com menos Megabytes ou procurar um provedor do seu bairro, que normalmente fornece internet por um curso bem menor que as empresas de renome.

Da mesma forma que você analisou o seu pacote de TV e sua provedora de internet, faça o mesmo com todas as suas outras contas.

3. Quitar suas dívidas

adulto, afirmativo, alegre

Você está devendo o cartão de crédito ou “pendurado” no cheque especial?

O grande problema aqui é que os juros são exorbitantes. Por isso que você precisa quitar essas dívidas o mais rápido possível, principalmente se quer que sobre alguma coisa no final do mês para começar a investir seu dinheiro.

Procure renegociar as suas dívidas ou mesmo veja a opção de contratar um empréstimo pessoal com juros mais baixos.

4. Saber usar seu cartão de crédito com responsabilidade

Hoje em dia, dívidas com cartão de crédito são as principais causadoras de endividamento da população.

Tenha em mente que, ao mesmo tempo que o cartão pode ser um aliado, ele pode se tornar o grande vilão.

Veja algumas dicas de usar o cartão de crédito com consciência e responsabilidade:

  • Não compre por impulso e só compre o que realmente precisa;
  • Evite os parcelamentos;
  • Pague sempre a fatura integral;
  • Tenha apenas um cartão.

5. Tenha uma reserva de emergência

Imprevistos ou emergências podem surgir a qualquer momento, e por isso que ter uma reserva de emergência é fundamental.

Então, separe todo mês uma determinada quantia para montar essa reserva.

Os especialistas aconselham que o valor da reserva de emergência deve equivaler ao total de 6 meses de todas as suas despesas para funcionários de carteira assinada e 12 meses para profissionais liberais

6. Procure investir o seu dinheiro

Agora que você já tem a sua reserva de emergência, chegou o momento de investir seu dinheiro.

O ideal é pensar muito bem quais são seus objetivos e procurar investimentos que combinem com o seu perfil. Embora a primeira ideia que vem em mente seja a poupança, saiba que ela rende muito pouco.

Existem outros tipos de investimentos disponíveis tão seguros quanto a poupança, cujos rendimentos são bem atrativos.  Por exemplo, o Tesouro Direto, que a partir de 30 reais já se pode aplicar.

O mais indicado é conversar com quem entende de investimentos ou você pode pesquisar para saber mais quais são os investimentos que existem no mercado.

7. Trace metas

educação, escrevendo, escrita

Quando se trata de economizar nas suas finanças e começar a investir seu dinheiro, não se esqueça de traçar metas.

É a melhor forma de alcançar os seus objetivos a curto, médio e longo prazo. Isso porque você foca no que quer alcançar e se motiva para chegar lá.

Você acabou de ver que não é tão difícil economizar e pensar em uma forma de fazer o dinheiro trabalhar para você.

São coisas simples que você pode começar a adotar no seu dia a dia e quando menos perceber, não apenas terá total controle sobre suas finanças, mas o melhor de tudo: vai encontrar uma forma de fazer o seu dinheiro render.