Confira sobre a prorrogação do auxílio emergencial para as mães chefes de família

auxílio emergencial

O Auxílio Emergencial é um benefício criado pelo governo federal para oferecer suporte no período de pandemia causado pelo covid-19, a pessoas em situação de vulnerabilidade social, pois, esse período causou muitas demissões, incertezas e acabou prejudicando bastante vários grupos de trabalhadores.

Veja também:

Benefícios do cartão de crédito Pernambucanas

Solicite o seu cartão de crédito BS2

Melhores cartões para quem está com score baixo em 2021

O Auxílio Emergencial como especificado acima, foi destinado a grupos vulneráveis como: trabalhadores informais, autônomos, desempregados, microempreendedores individuais, os quais, foram setores bem prejudicados devido a escassez de trabalho ou até mesmo a falta dele.

Outra classe beneficiada foram as mães solos, denominadas mães chefes de família. Mãe solo, são mulheres que criam, cuidam e dão todo suporte necessário sozinhas aos seus filhos. As mesmas foram contempladas com o dobro do auxílio emergencial, ou seja, nas primeiras parcelas receberam 1.200,00 reais.

O benefício foi encerrado em janeiro de 2021, mas devido a situação continuar a mesma, o governo está estudando a possibilidade do seu retorno, com um valor menor. Sendo assim, a questão que fica é: A mãe solo continuará recebendo o dobro do Auxílio Emergencial? Abaixo será descrito qual a posição do Governo Federal até agora, em relação a prorrogação do Auxílio Emergencial.

As mães chefes de família serão beneficiadas com a prorrogação do Auxílio Emergencial?

Desde 2019, o mundo tem vivenciado um acontecimento que mudou drasticamente o cotidiano de todos, o covid-19. Dentre muitas mudanças, incertezas, perdas, muitas famílias se viram desamparadas financeiramente, pois a escassez e falta de emprego era recorrente.

O Governo Federal para tentar amenizar toda essa situação criou o Auxílio Emergencial benefício, como citado acima, contemplou as classes mais vulneráveis. As mães chefes de família receberam nas primeiras parcelas 1.200,00 reais, ou seja, o dobro do Auxílio que era 600,00 reais. Quando houve a redução de valor para 300,00, ainda sim, as mães solos receberam o dobro de 600,00 reais.

Com o fim do Auxílio Emergencial em janeiro de 2021, as famílias voltaram a receber o bolsa família, benefício presente antes da pandemia, para famílias de baixa renda.

Apesar do governo cogitar a possibilidade da volta do Auxílio Emergencial, poucas são as informações divulgadas até o presente momento. O que se especula é que o governo que substituir o nome de Auxilio Emergencial, por Bônus de Inclusão Produtiva (BIP), e que o valor pago a população será reduzido para 200,00 reais, como também, o número de pessoas beneficiadas, vai passar de 64 milhões para 30 milhões.

Quais os planos do governo para as mães chefes de família?

Até o presente momento, o governo ainda não se posicionou sobre o que irá fazer ou como esse benefício irá funcionar, pois ainda estão em fase de estudo.No entanto, se levarmos em conta que o Auxílio Emergencial anterior beneficiou as mães solos, com o dobro do valor pago, espera-se que as mesmas recebam 400,00 reais.

Sendo assim, a tendência é que os beneficiados pelo bolsa família, continuem a receber o Auxílio Emergencial ou BIP 2021. No entanto, o governo não se posicionou como ficará a situação das mães chefes de família, uma das ideias especuladas é que essas mães receberão o valor normal, não mais o dobro.

Por fim, o importante é que essas mães façam parte do benefício e sejam amparadas financeiramente.