Declaração de veículos: veja o que mudou e como declarar

Brasil Paraguai veículos

Durante a temporada de Imposto de Renda, algumas das dúvidas mais comuns são: como declarar a posse ou venda de um veículo? Qual ficha devo preencher? Quais informações devem ser citadas? Pensando nisso, a IOB, marca referência nas áreas contábil, fiscal, tributária e trabalhista, separou algumas dicas para ajudar o contribuinte a declarar corretamente e evitar cair na temida malha fina.

Saiba mais

Leão amigo: quando o IR pode ajudar na avaliação de sua vida financeira e gerar “dinheiro extra”

Confira como resgatar o dinheiro do Imposto de Renda dos últimos cinco anos

Copom define nova redução da taxa Selic para 4,25%

Como está funcionando o atendimento dos bancos durante a pandemia do coronavírus?

Saque do Fundo de Garantia deve ser declarado no Imposto de Renda

Conta do Nubank poderá receber restituição do Imposto de Renda

Novidade na declaração de veículos

Em 2020, o Governo solicitou um detalhamento maior sobre alguns tipos de bens – grupo que inclui os carros. Entre as novidades está a informação do número do RENAVAM. Além disso no campo discriminação é preciso informar a marca, modelo, ano de fabricação e placa. E, é necessário informar a data e forma de aquisição do automóvel.

Os dados devem ser inseridos na ficha “Bens e Direitos”, indicando a linha “21 – Veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto etc.”, bem como a sua “localização (País)”. Vale lembrar que para as pessoas com deficiência (PCD), que compraram um carro com o desconto, não há diferença na hora de declarar. Entretanto, é necessário apontar no campo “Discriminação”, o motivo de ter realizado a compra com um valor menor.
E se possuir um veículo financiado?

Agora, com a obrigatoriedade de fornecer informações mais detalhadas, a declaração do contribuinte tem mais credibilidade, o que minimiza a possibilidade de pagar multas para o Leão. Porém, nos casos de veículos financiados, é importante estar ainda mais atento na hora de calcular os gastos anuais e preencher os informes.

Por exemplo, se o contribuinte tem um carro de R﹩ 60 mil e o valor pago de um financiamento, até 31/12/2019, foi de R﹩ 20 mil, ele deve declarar os R﹩ 20 mil pagos – já que a compra de um bem incompatível com os rendimentos anuais pode gerar multa.

“Uma das dúvidas mais comuns é a declaração de automóveis. Este ano, a Receita está mais rigorosa e exigindo um número maior de informações, portanto, a principal dica é: fique atento”, diz Milena Sanches Tayano dos Santos, gerente de conteúdo regulatório e jurídico da IOB.

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.