Entenda os riscos do empréstimo com agiota

Empréstimo
Empréstimo

Para quem está em uma situação financeira delicada, às vezes, o empréstimo com agiota pode ser uma solução fácil e rápida, pela ausência de consulta à situação do CPF e sem complicações para oferta do dinheiro. No entanto, essa facilidade acaba tendo um alto custo, pois além de ser ilegal tomar esse tipo de empréstimo, a prática de agiotagem também é crime. Essas pessoas se aproveitam de um momento de fragilidade, desespero ou desinformação para se enriquecer de forma ilícita.


Saiba mais

RH Digital: como a tecnologia pode revolucionar a área de recursos humanos?

Se você está pensando em como conseguir dinheiro emprestado com agiota, veja por que essa não é uma boa ideia e quais são as alternativas mais seguras para fazer um empréstimo:


O que é um agiota e como trabalha?

É uma pessoa, ou até mesmo uma empresa, que empresta dinheiro em troca de pagamento de juros sem estar devidamente autorizado para essa atividade. Toda empresa que deseja atuar com oferta de crédito precisa estar registrada como uma instituição financeira junto à Comissão de Valores Mobiliário (CVM), ou obter status de correspondente bancário, que atua em parceria com as instituições financeiras devidamente registadas.

A CVM é responsável por criar normas, desenvolver e fiscalizar o mercado de valores, isso assegura que as regras serão cumpridas e fiscalizadas regularmente, evitando fraudes e proporcionando segurança aos serviços prestados pelas instituições financeiras. Já o agiota, atua sem autorização para exercer tal serviço e, consequentemente, não está sujeito a essas regulamentações;

Quais os perigos de conseguir dinheiro com agiota?

Um dos motivos é que a prática de lucrar com empréstimo de dinheiro de forma irregular é crime, pois pode ser entendida como crime contra a economia popular, extorsão, enriquecimento ilícito, entre outros delitos. Além disso, a origem do dinheiro dos agiotas pode ser duvidosa, vinda de práticas ilegais, como roupo de carga ou venda de produtos ilícitos, por exemplo.

Outro perigo é a cobrança de juros, muitas vezes abusivo, acima do valor de mercado cobrado pelas empresas devidamente autorizadas. As taxas das instituições são regulamentadas, podendo ser contestadas conforme identificação de irregularidades. Já os agiotas, no entanto, cobram valores muito acima dos permitidos e não há como recorrer, pois eles criam as próprias regras. Em alguns casos, a exigência de garantia supera o valor do empréstimo;

É possível denunciar um agiota?

Na maioria das situações envolvendo agiotagem, há criminosos e vítimas, por isso se alguém sofreu golpe desse tipo por meio virtual, como tem acontecido, existem algumas medidas que podem ser tomadas. O primeiro a fazer é uma denúncia em um posto policial próximo e depois para um órgão de defesa do consumidor. Existe também a ANDIF (ou Instituto Nacional de Defesa ao Consumidor do Sistema Financeiro), que recolhe denúncias contra esse tipo de prática. É sempre importante denunciar, tanto para tentar recuperar o seu prejuízo quanto para prevenir que o mesmo aconteça com outras pessoas;

Faça empréstimo de forma segura

Como já vimos aqui, a empresa que atua com empréstimo de dinheiro necessita de autorização dos órgãos competentes e regulatórios. Empresas sérias deixam essa informação disponível para o cliente de forma fácil e bastante evidente. Uma boa dica é procurar o site da empresa e verificar informações como CNPJ, parceiros, entre outros dados relevantes. É possível, também, consultar a situação cadastral de cada um desses CNPJs no site da Receita Federal.

Outro ponto fundamental de uma empresa séria é a transparência com seus clientes. No momento da simulação, por exemplo, ela deve informar não apenas a taxa de juros, mas também o Custo Efetivo Total (CET) da operação. O CET é a soma da taxa de juros, dos encargos e das taxas administrativas cobradas pela empresa. Ele deve constar também num eventual contrato a ser assinado.

Desconfie das cobranças antecipadas, um dos golpes mais comuns praticados contra quem está buscando dinheiro emprestado. Nenhuma instituição séria vai cobrar uma taxa antes de liberar o dinheiro. Não transfira e não continue a negociar com quem pedir qualquer tipo de adiantamento. O mesmo serve para solicitação de garantias absurdas, como pegar R$ 5 mil emprestado e dar como garantia um carro de R$ 30 mil.

Portanto, conhecendo os riscos e perigos ao realizar empréstimo por meio de agiota, é possível optar por formas seguras, que são muitas. E para ainda mais segurança, as instituições sérias emitem um contrato completo com cláusulas claras sobre o CET, penalidades caso o pagamento não seja efetuado, e todos os direitos e deveres das duas partes. Jamais faça um empréstimo sem ter um contrato detalhado.

* Samara D’ Alessio tem 9 anos de experiência no setor de crédito. Atualmente é Coordenadora de Recuperação de Crédito na Geru, primeira e maior fintech de empréstimo online do Brasil.



Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.