FGTS deve injetar cerca de R$ 22 bilhões na economia do país

fgts 2019

O governo tem estudado bastante sobre a liberação dos recursos que diz respeito ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Há uma medida que visa cerca de R$ 22 bilhões de reais, segundo as apurações do Estadão e Broadcast.

Essa tática seria uma grande respiração para elevar o consumo e reduzir as dívidas dos cidadãos brasileiros.

Com o fraco andamento da economia brasileira, essa ideia ajudaria muito o progresso inicial da economia segundo pesquisas do IBGE.

O processo deve seguir o mesmo passo que houve quando teve a liberação no governo do ex-presidente Michel Temer, onde foi liberado apenas o fundo de contas inativas. O valor que o governo deseja liberar a população é referente a 5% dos 525 bilhões guardados.

A proposta de Paulo Guedes sobre o FGTS

Paulo Guedes, o ministro da economia do país, fez a comparação sobre a situação econômica com o exemplo de um carro com motor estacionado.

É como se tivéssemos um carro em perfeito estado, mas que precisa de um ajuste na bateria para voltar a funcionar de forma correta para todos. As ideias existem, mas esse ajuste só será feito se a reforma for aprovada.

Por mais que haja toda essa cautela, o governo está bastante otimista em relação á liberação do direito.

Após muitos encontros com bancadas diferentes, Paulo Guedes previu uma aprovação rápida da reforma com uma potência necessária para dar início ao regime capitalista no qual o trabalhador faz a contribuição em uma conta pessoal e individual que será necessária para bancar suas respectivas aposentadorias.

Esperança é a nomenclatura

O governo de Michel Temer liberou as contas inativas do FGTS e colocou cerca de R$ 44 bilhões para girar a economia do país.

O saque pode ser apenas para as contas inativas do fundo até a data de 31 de dezembro do ano de 2015. Um somatório de 26 milhões de brasileiros fizeram seus saques e com isso, 0,7 foi acrescentado ao PIB do ano de 2017, com crescimento de 1,1%.

Neste projeto atual as contas inativas devem englobar os anos de 2016, 2017 e 2018. Aquele que fez a troca de trabalho voluntariamente nos últimos anos, poderá sacar seus valores no FGTS. A ideia é que o recurso seja usado pelos cidadãos para investimentos ou quitação de dívidas.

Após ter anunciado os dados referentes ao PIB, o ministro da economia disse a jornalistas que governo estaria estudando formas de liberar o saque para as contas ativas.

Porém, essa medida ainda anda em grande análise, pois teria um grandioso impacto no fundo e este é importante para o país, pois é uma grande fonte de recursos para os créditos de imóveis.

Por mais que Guedes tenha falado bastante sobre o assunto, as decisões ainda andam no início. Até mesmo a quantidade a ser liberada e os cronograma ideal para saque ainda estão para ser avaliados. O que podemos fazer é aguardar as decisões, mas a pauta é existente!

Confira matéria abaixo e faça a consulta do seu SCORE DE CRÉDITO
Consultar o SCORE

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.