Financiamento Caixa: Banco libera R$ 43 bilhões para financiar a casa própria

Financiamento Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (9) que o banco irá liberar R$ 43 bilhões para o financiamento Caixa da casa própria. O presidente estima que o valor deve financiar 530 mil unidades habitacionais.

Saiba mais

Bancos estão cobrando juros para a prorrogação de dívidas

Presidente do BNDES afirma que financiamento para empresas aéreas deve sair em abril

Adiantamento de R$ 1.045 para quem está na fila do auxílio-doença

Bradesco libera linha de crédito para empresas

Caixa inicia pagamentos do auxílio emergencial

Confira o calendário de pagamento do auxílio emergencial da Caixa

Com a nova medida, o setor imobiliário chegará a R$ 154 bilhões de investimentos em meio a pandemia do coronavírus. A Caixa já havia liberado R$ 111 bilhões em recurso para a casa própria.

A Caixa também havia anunciado a pausa de três meses nos contratos de financiamento imobiliário. Dos R$ 111 bilhões iniciais, já foram emprestados cerca de R$ 35 bilhões, de acordo com Guimarães. “Esta medida é muito importante porque permite que as empresas continuem trabalhando normalmente, tanto empresas pequenas, quanto médias e grandes”, disse.

O novo investimento terá um período de carência de seis meses, tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas, reforçando que as medidas do banco público são uma maneira de controlar a crise econômica.

Financiamento Caixa para pessoas físicas e empresas

O financiamento terá segmentos diferentes para pessoa física e jurídica.

Pessoas Física

O programa vai funcionar da seguinte maneira:

  • Pausa de 90 dias no financiamento habitacional, para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso;
  • Possibilidade de utilizar o valor do FGTS parte da prestação ou pausar a parcela não coberta pelo FGTS por 90 dias;
  • Possibilidade do pagamento de metade da parcela por 90 dias;
  • Prazo de carência de 180 dias para imóveis novos;
  • Para o cliente que constrói com o financiamento da Caixa (construção individual), será possível a liberação antecipa de duas parcelas, sem a vistoria;
  • Renegociação de dívidas para clientes com atraso entre 61 e 180 dias.

Pessoa Jurídica

  • Com a pessoa jurídica, funcionará da seguinte maneira
  • Antecipação de até 20% dos recursos do Financiamento à Produção de empreendimentos para obras a iniciar;
  • Antecipação da liberação dos recursos correspondentes a até 3 (três) meses, limitado a 10% do custo financiado, para obras em andamento e sem atrasos no cronograma;
  • Liberação de recursos de financiamento à produção não utilizados pela empresa nos meses anteriores, limitado a 10% do custo financiado;
  • Implementada a pausa no financiamento à produção de 90 dias, para clientes adimplentes ou com até 2 (duas) parcelas em atraso, incluindo os contratos em obra;
  • Permitir o pagamento parcial da prestação do financiamento, por até 90 dias, para os clientes adimplentes ou com até 2 (duas) parcelas em atraso;
  • Inclusão ou prorrogação de carência por até 180 dias, para os projetos com obras concluídas e em fase de amortização;
  • Possibilidade de prorrogação do início das obras por até 180 dias;
  • Admitir a reformulação do cronograma de obra, nos casos de contingências na execução por questões decorrentes da pandemia.

As medidas começam a valer a partir de segunda-feira (13).

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.