Forever 21 pede recuperação judicial nos Estados Unidos

Forever 21 pede recuperação judicial
(Foto: Divulgação)

A empresa Forever 21, conhecida por suas peças de roupas e grife, anunciou nesse domingo (30) que entrou com pedido de recuperação judicial para evitar a falência. A loja tenta se recuperar com o avanço do comércio online.


Saiba mais

Inadimplência do consumidor cresce 2,7% em julho, revela Serasa Experian

A empresa entrou com o pedido nos EUA, recorrendo ao “Capítulo 11” da lei americana de fábricas, que permite o controle e administração dos seus bens enquanto organiza sua reestruturação, bem parecido com o sistema adotado no Brasil.


A Forever 21 possui, atualmente, mais de 800 lojas nos Estados Unidos, Ásia, Europa e América Latina. A empresa chegou aos Brasil em 2014.

No comunicado emitido pela empresa, a ação de recuperação deve fechar entre 300 e 350 lojas em todo mundo, incluindo cerca de 178 somente nos EUA.

“Como parte da estratégia de reestruturação, a companhia planeja sair da maioria de suas localizações internacionais na Ásia e na Europa, mas continuará suas operações no México e na América Latina”, afirmou a empresa no comunicado.

A Forever 21 surgiu em 1984 pelo casal sul-coreano Do Won e Jin Sook Chang e se tornou a loja favorita dos adolescentes nos Estados Unidos, que ofereciam roupas similares as grandes marcas com preços acessíveis. Competindo com as empresas H&M e Zara, a Forever teve uma expansão agressiva em roupas masculinas e calçados após a crise econômica de 2008.

No entanto, a Forever não seguiu a tendência do avanço em vendas online, assim como a mudança de atitude dos consumidores pelo impacto do que foi intitulado como “fast fashion”. Além disso, a empresa teve uma preocupação com as condições de trabalho nas fábricas que elaboram seus produtos, como foi informado pela agência France Presse.

Desde 2017, ao menos 20 varejistas já entraram com pedido de recuperação judicial nos EUA, incluindo a Sears e a Toys ‘R’ US.



Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.