Governo deve publica MP que permite troca de empregado entre empresas

Vagas de trabalho Empresas

O governo deve publicar nos próximos dias uma Medida Provisória que permitirá a troca de empregado entre empresas. De acordo com o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, a MP será uma “substituta” do Programa Verde e Amarelo, que por enquanto não será reeditado.

Saiba mais

Auxílio emergencial: Sicredi pode ser indicado para recebimento do benefício

FGTS deve injetar cerca de R$ 22 bilhões na economia do país

Caixa anuncia empréstimo de até R$ 21 mil para microempreendedor

Bolsonaro assina Decreto e zera IOF sobre operações de crédito por 90 dias

Justiça suspende obrigatoriedade de CPF regular no auxílio de R$ 600

Governo orienta para redução de salários e carga horária para conter economia

“A medida MP Verde Amarelo não sai da nossa prancheta, mas agora optaremos por fazer algo focado na Covid-19″, disse, em coletiva sobre números de seguro desemprego. Ela deve ser editada nos próximos dias e levada para o governo.

As empresas poderão ceder um trabalhador a outra empresa por até 120 dias, prorrogáveis por mesmo período, desde que a situação no país ainda seja de calamidade pública. O decreto terá vigência até 31 de dezembro de 2020.

O trabalhador precisará concordar com a cessão, que deverá ser formalizada por escrito. Ele não poderá ser demitido por justa causa enquanto estiver “emprestado” para outra empresa. “Na nossa avaliação, falta ferramenta que o empregador possa trocar essa mão-de-obra”, disse Bianco.

“É uma medida muito inteligente, que faz com que consigamos manter empregos só com bônus para todos”, complementa. O secretário também observou que o mercado de trabalho brasileiro é menos flexível que os Estados Unidos, onde há fidelização entre empregados e empresas.

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.