Itaú anuncia serviço de provedor de nuvem e plataforma de investimentos

Itaú

O Itaú Unibanco anunciou nessa segunda-feira (30) que migrará seus sistemas de tecnologia para a nuvem. O banco utilizará o serviço da Amazon Web Services (AWS), em um contrato assinado por 10 anos.

Saiba mais

O contrato permite que o Itaú migre uma parcela de sua infraestrutura de TI dos mainframes e de seus data centers próprios para a nuvem. A Amazon Web informou que parte da estratégia do Itaú é para “acelerar sua transformação digital e melhorar a experiência bancária de seus 56 milhões de clientes em todo o mundo”.

Na nuvem será hospedado as principais plataformas do banco, soluções de call center, aplicativos bancários on-line e móveis. Com isso, o banco espera criar uma arquitetura tecnológica mais flexível e eficiente para introduzir novos serviços para os clientes de forma mais rápida e com custos operacionais mais baixos.

Nova plataforma de investimentos do Itaú

O banco também anunciou a criar de sua nova plataforma de investimentos, a ION, que deverá estar disponível para os clientes ainda em dezembro e para não clientes no meio do ano que vem. A ferramenta do Itaú faz parte da nova empreitada do Itaú para expandir sua área de gestão e reconquistar os clientes que investem em outras corretoras.

O diretor de produtos de investimentos e previdência do banco, Claudio Sanches, explicou como vai funcionar a nova plataforma. “Quando o cliente quiser procurar informações, notícias sobre investimentos ou a rentabilidade de um ativo, vai usar o novo aplicativo. Mas, serviços como aplicações, resgate e recomendação continuam na nossa plataforma normal do banco”.

O Itaú possui, atualmente, 1,2 trilhão em ativos de clientes, mas, de acordo com levantamento da própria instituição, cerca de 40% dos ativos dos clientes estão em outras entidades.

O Itaú também anunciou sua separação da participação da XP Investimentos. Os 41,05% de participação na empresa serão migrados para uma nova sociedade chamada Newco, alheia ao Itaú.