Magalu contrata diretor para área de fintech

Magalu

O Magazine Luiza, principal plataforma multicanal de compras e vendas, anuncia a chegada de Robson Dantas para assumir o time de fintechs da companhia. Dantas, que fundou a startup Vale Presente, assume o cargo com o desafio de tornar o Magalu um dos principais players do segmento.

Saiba mais

Máquinas da SafraPay passam a aceitar pagamento com o Auxílio Emergencial

Devo informar a conta do banco no Imposto de Renda?

Nubank deve liberar pagamento via NFC pelo seu aplicativo

Conta digital Pernambucanas: Como funciona e como abrir a conta?

PagBank lança serviço no super app para recarga de Bilhete Único

No cargo de diretor, o executivo vai acelerar o projeto de Conta Digital Magalu Pay -, pagamentos via aplicativo, transferência de valores -, e integrar a conta digital às vantagens do Cartão Luiza. As soluções financeiras são estratégicas para o objetivo do Magalu de se posicionar com um dos principais super aplicativos do País.

Especialista em fintech, Dantas tem forte experiência em tecnologia e gerenciamento de produtos. Nos últimos 15 anos, esteve envolvido na criação de diferentes produtos e tecnologias para o ecossistema fintech no Brasil, em vários países da América Latina e nos EUA. Em 2008, fundou a Vale Presente, que se tornou o maior emissor de cartões pré-pagos da América Latina e foi considerada pela Mastercard uma das empresas mais inovadoras do mundo. Em 2015, mudou-se para os EUA e fundou uma startup de pagamentos.

“O Magalu é a principal plataforma de compras e vendas do país e ter um forte braço de fintech é crucial para o negócio”, afirma Robson Dantas, diretor de fintech do Magalu. “Vamos aproveitar as fortalezas que a empresa tem, como um grande número de clientes e parceiros, para criar produtos que serão líderes de mercado no Brasil.”

No primeiro trimestre de 2020, o Magalu atingiu a marca de 500 milhões de reais no volume total de pagamentos. Com isso, protocolou o pedido no Banco Central para se tornar uma instituição de pagamento regulada. A partir daí, será possível acessar diretamente o sistema de pagamentos brasileiro e ampliar ainda mais as possibilidades de novos produtos e serviços na plataforma.