Nova lista de beneficiários do cartão Prato Cheio foi liberada pelo GDF – Saiba se você está na lista

cartão Prato Cheio

As pessoas que solicitaram o benefício, já podem consultar se foram contempladas. Os novos beneficiários do cartão Prato Cheio chegam a 11.529. 

Saiba mais:

Empréstimo Bolsa Família Como Solicitar?

Programa de revisão de benefícios e bônus do INSS são prorrogados

Estendido prazo para beneficiários do Bolsa Família sacarem o Auxílio Emergencial

O programa Prato Cheio foi lançado pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes – DF), e os contemplados pelo programa já podem se informar da data e local para receber os cartões. O site rendaemergencial.brb.com.br que até então se encontrava fechado, foi reaberto na segunda-feira (11/1), para que possam fazer a consulta aqueles que solicitaram o benefício e ver se estão na lista de contemplados nesta nova etapa do programa do GDF.

Os cartões possuem limite de crédito no valor de R$250,00, a previsão para sua entrega é para o próximo dia 15, na sexta-feira. Nesta etapa, foram contempladas 11.529 novas pessoas.

O endereço que foi informado pelo beneficiário no momento da solicitação, foi usado pelo Banco de Brasília (BRB), para fazer a programação da retirada dos cartões, mercado para a agência bancária mais próxima da residência informada. o banco ainda utilizará a sequência alfabética para facilitar a entrega dos cartões, seguindo a ordem pela primeira letra do nome do beneficiário.

Critérios de Prioridade

O cartão Prato Cheio, segue o decreto Decreto nº 41.570, de 7 de dezembro de 2020, passando a ser pago consecutivamente por três meses, de acordo com os critérios de priorização. Nesta nova etapa, é necessário que os beneficiários tenham uma renda familiar per capita de meio salário mínimo ou inferior, se encontrar em situação de insegurança alimentar, ser residente no Distrito Federal e possuir inscrição no Cadastro Único ou no Sistema Integrado de Desenvolvimento Social da Sedes.

De acordo com as novas condições do programa, as famílias aptas para o recebimento preferencial do auxílio são: as monoparentais que tenham crianças de até 6 anos e chefiadas por mulheres; as famílias que têm crianças de até 6 anos; as que possuem alguma pessoa portadora de deficiência; as que possuem um familiar idoso; e os beneficiários que vivem em situação de rua, desde que a equipe socioassistencial esteja fazendo acompanhamento regular pela pessoa.

Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social, informa que quem já fez a solicitação, não precisará de um novo atendimento. “Quem passou por atendimento tem o cadastro no nosso sistema. Foi preciso estabelecer essa ordem de priorização nas concessões por termos grupos de maior risco social que estão em insegurança alimentar. Após atender a todas as prioridades, a liberação dos cartões seguirá a ordem cronológica de solicitação, de acordo com o orçamento disponível”, explica.

Ainda foi lembrado pela secretária, que o programa é de caráter emergencial, e por esse motivo, não deve ser considerado como um auxílio de transferência de renda. “O Prato Cheio faz parte da Política de Assistência Social, sendo concedido mediante atendimento e avaliação da equipe da secretaria, seja dos Cras, do Creas ou do Centro Pop. A Sedes vem aperfeiçoando o Cartão Prato Cheio para alcançar quem realmente esteja em situação de insegurança alimentar e nutricional”, destacou.

Para aquelas famílias que continuarem em insegurança alimentar após os três meses de pagamento do auxílio, terão a possibilidade de receber uma prorrogação, procurando uma unidade de atendimento da Assistência Social do Distrito Federal, para uma nova solicitação.

Quais são os procedimentos?

Além da escolha da agência para retirada do cartão de ser programada de acordo com o endereço informado na solicitação, a entrega é organizada de acordo com a primeira letra do nome do beneficiário, e desta forma, os as agências bancárias do BRB entregaram os cartões da seguinte maneira:

  • 15/1 – Letras A a D;
  • 18/1 – Letras E a I;
  • 19/1 – Letras J a L;
  • 20/1 – Letras M a Q;
  • 21/1 – Letras R a Z.

Será necessário que o beneficiário apresente um documento de identificação com foto e o CPF para poder retirar o cartão. Além disso, o cartão só funciona na função débito para ser usado em estabelecimentos de comercialização alimentícia, e possui um aplicativo para seu gerenciamento e consulta de saldo de crédito, o Aplicativo BRB Social.

O desbloqueio do cartão pode ser feito pessoalmente na mesma agência da retirada ou se preferir, pode desbloquear ligando na Central de Atendimento, o número é 3029-8440. Além de acompanhar o saldo do cartão, o Aplicativo BRB Social também é capaz de fazer o desbloqueio do cartão.