PIX: BS2 conclui novo teste da capacidade junto ao Banco Central

Banco BS2

O BS2 avança em mais um teste de performance do PIX, sistema de transferências e pagamentos instantâneos do Banco Central, que entra em vigor em 16 de novembro. Esta etapa do teste consiste em avaliar a capacidade de gestão de chaves (DICT) em grande escala. Com capacidade para processar mais de 50 mil chaves em menos de 10 minutos, o BS2 bateu facilmente a quantidade mínima exigida pelo Banco Central para a validação de testes da entidade, que é de 10.000 chaves em até 10 minutos.

Saiba mais

Bancos já suspenderam R$ 35 bilhões em parcelas de crédito, segundo Febraban

PIX: Sistema vem para modificar modelo de pagamentos dos bancos

Banco Central autoriza serviço de pagamentos via WhatsApp no Brasil

Banco Central libera Visa e Mastercard para testes com o WhatsApp Pay

A próxima etapa do processo será a aprovação do novo projeto de aplicativo do BS2, que deve acontecer até o final deste mês. Desta maneira, o BS2 caminha para ser o primeiro banco 100% homologado pelo regulador. O Banco já trabalha desde o início do ano para ofertar essa tecnologia inovadora para seus clientes logo no primeiro dia de atividade.

“Superamos as expectativas em outro teste do BC. Isso mostra que a capacidade da nossa plataforma proprietária atingiu e superou todas as exigências mínimas do PIX. Estamos preparados para levar ao mercado e ao nosso cliente uma tecnologia moderna e eficiente”, diz Fernando Radunz, CIO do Banco BS2.

Por dentro do PIX

O PIX é um sistema eletrônico que permite fazer e receber pagamentos ou transferências via QR Code, link ou inserção manual dos dados de pessoas físicas e empresas, como e-mail, número de celular ou CPF. Isso significa que a partir de 16 de novembro, quando a tecnologia entrará em operação, será possível realizar compras e pagar o lojista imediatamente pelo celular, via aplicativo da sua instituição bancária, sem precisar de dinheiro, cartão de crédito ou boleto. Os órgãos governamentais também vão aderir ao PIX, para que os cidadãos possam pagar serviços e tributos de forma prática e instantânea.

Todas as transações do PIX poderão ser feitas em qualquer dia e horário – e em menos de 10 segundos. A segurança dos procedimentos é garantida pelos protocolos de segurança cibernética e antifraude do Banco Central.