Procon notifica C6 Bank por cobranças indevidas de empréstimos

C6 Bank

O Procon-SP notificou o C6 Bank nessa terça-feira (20) por cobranças indevidas de empréstimo consignado. De acordo com o órgão, clientes reclamaram de cobranças pelo serviço que não contrataram.

Saiba mais

Itaú libera opção de pagamento antecipado e compras internacionais pelo Itaucard

Como recuperar senha do cartão Santander? Confira

Como habilitar o Bradesco no celular? Solicitar e Ativar a Chave de Segurança

Como habilitar a Caixa Econômica no celular? Aprenda

Queda nas vendas por cartão durante a pandemia chega a 35% para MPEs

De acordo com Procon, ao todo foram registradas 149 queixas contra o C6 Bank apenas no mês de setembro e, em comparação com o mês de maio, onde apenas uma reclamação foi registrada, o órgão pediu explicações ao banco digital.

Confira a nota do Procon:

“A Fundação Procon-SP notificou o BANCO C6 CONSIGNADO S/A FICSA para que explique sobre crédito de valores referentes a operações de empréstimo consignado, não contratadas pelos consumidores, bem como as dificuldades ocorridas na solução da questão junto ao seu SAC.

Só em setembro de 2020 o Procon-SP registrou 149 reclamações contra o Banco C6, quando que, em maio do mesmo ano apenas uma demanda foi cadastrada.

A empresa também terá que informar:

– como e por quais canais estão sendo ofertadas e contratadas as operações de crédito consignado;

– quando da constatação do crédito indevido, como o consumidor pode efetuar o cancelamento da contratação;

– se verificou a ocorrência de problema sistêmico que poderia ter dado causa ao aumento de contestações de operações e quantas ocorrências semelhantes foram detectadas em 2020;

– quais providências têm sido adotadas para solução dos problemas relatados;

– quais os canais de atendimento são disponibilizados ao consumidor para atendimento.

A empresa tem 72 horas para responder aos questionamentos, a contar de segunda-feira, 19/10.

O diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez, esclarece que a realização de empréstimo consignado sem a solicitação do consumidor é uma infração gravíssima ao Código de Defesa do Consumidor, viola não apenas o direito a livre escolha do consumidor como compromete e coloca em risco a sua economia. “Se não houver esclarecimento por parte da empresa, o Procon aplicará uma multa severa e vai coibir esse tipo de prática danosa as pessoas, normalmente hipossuficientes, idosos e pessoas sem capacidade de avaliar o perigo que representa o superendividamento”, conclui.”

O que diz o C6 Bank

Em retorno concedido ao site Seu Crédito Digital, o C6 Bank informou que registrou mais de 100 mil contratos em setembro e que um “porcentual muito pequeno desse total” registrou reclamações. “Ressaltamos que todos os casos são resolvidos sempre sem prejuízo ao consumidor. Nossa equipe segue disponível para prestar o melhor atendimento aos nossos clientes”, diz o banco, que afirmou também “seguir o padrão de qualidade das melhores instituições do País”, informou o banco.