Procura por crédito foi maior pelo terceiro mês seguido, aponta Serasa

Concessão crédito

Em meio à crise causada pelo novo coronavírus, a procura por crédito teve pelo terceiro mês consecutivo, apontou pesquisa da Serasa Experian. O aumento foi de 15,6% em julho, comparado com junho deste ano.

Saiba mais

Blu, do Banco BS2, lança novos desafios para engajar adolescentes na educação financeira

InoveBanco se junta ao BTG Pactual Business para fornecer créditos para PME’s

Carrefour e Via Varejo são consideradas empresas eficientes no varejo, segundo pesquisa

Bancos estão mais otimistas sobre o desempenho do mercado de crédito em 2020

XP Inc. tem alta de 147% em lucro líquido no primeiro trimestre

Serasa Experian passa a vender certificados digitais pelo WhatsApp

Este número representa um aumento na procura pelo terceiro mês seguido, apontando também uma recuperação da demanda por crédito, com destaque para o Nordeste, com aumento de 22%, seguido do Sudeste (16,2%), Norte (15,9%), Centro-Oeste (11,7%) e Sul (9,6%). Os dados foram divulgados na última terça-feira (1º).

“Esse aumento reflete a busca de crédito para recuperação de consumo, em razão da perda de renda. Outro motivo é a renegociação de dívidas, ou seja, o consumidor tem buscado crédito mais barato para quitar dívidas mais caras”, destacou o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

O índice também apontou um aumento na procura de crédito por brasileiros que ganham até R$ 500. O aumento foi de 18,7% em julho, comparado com junho. Para quem ganha mais de R$ 10 mil, o avanço foi de 14,5%.

Em uma comparação anual, no período de 2020 com o ano anterior, a demanda por crédito teve queda de 3,9%. As regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sul caíram 13,4%, 8,3% e 7,2%, respectivamente, enquanto Norte e Sudeste tiveram alta de 1,1% e 0,3%, respectivamente.