Qual a diferença entre assessor de investimento e gerente de banco?

Assessor Investimento

Segundo um levantamento realizado pelo SmartBrain, plataforma de aplicação de recursos, ativos sob gestão de assessores de investimentos cresceram 113%, desde 2015. Isso quer dizer que cada vez mais pessoas estão buscando outras alternativas nesse setor do que nos bancos. Mas afinal, qual é grande diferença?

Saiba mais

De acordo com o sócio-fundador da Alta Vista, escritório credenciado à XP Investimentos, Carlos Rogério Thomé, uma das principais divergências, é o fato do gerente do banco focar mais em seu produto, já que trabalha para uma única instituição, enquanto o assessor se direciona mais para as necessidades de seu cliente, considerando que ele pode distribuir produtos de diferentes placas.

Apesar da sua similaridade, as formas de atuações mudam nas duas profissões, incluindo o viés em que são direcionados. “É como eu citei, os dois podem oferecer produtos financeiros, como fundos, renda fixa, operações na bolsa de valores. Mas o assessor, por ser autônomo, não tem apenas uma opção de marca para oferecer, e sim, um leque completo, e consegue mostrar ao seu cliente o que mais lhe interessa”, completa Thomé.

O brasileiro nunca foi uma população que tinha o costume de investir facilmente, isso porque os juros sempre foram muito altos, fazendo com que os bancos oferecessem os produtos mais caros e menos rentáveis, maquiando seus custos. Essa realidade tornou sempre as coisas mais difíceis, levando a crer que investimento era apenas uma atividade realizada por quem tinha muito capital.

“Por isso, a queda de algumas taxas, fez com que esse mercado ficasse mais sofisticado, abrindo novas oportunidades. Logo, as pessoas começaram a se incomodar com o método usado pelos bancos, e sentiram diferença no atendimento, já que eles oferecem produtos, e os assessores atendem com mais proximidade e transparência”, afirma o outro sócio da Alta Vista, André Albo.

Essa atividade vem crescendo cada vez mais, por conta da XP Investimentos, corretora de valores brasileira, que praticamente fez gerar esse movimento no país. Inclusive, muitos gerentes vêm para o mundo autônomo.

Entre os benefícios que eles encontram nessa nova carreira é a oportunidade de aumentar sua renda, já que o trabalho depende de si próprio, e por meio da independência, consegue-se construir relações a longo prazo e não precisam bater metas.

“Atualmente, na Alta Vista Investimentos, das 120 pessoas na equipe, 60% são ex-profissionais de bancos. Muitos ficam com medo de perderem a estabilidade e saírem de seu emprego, por isso, nós oferecemos uma ajuda por um período, para que ele consiga iniciar a construção da carteira”, explica Albo.

Contudo, mesmo com o mercado em ascensão, 90% da população ainda investe em bancos, mas o caminho está mudando “O objetivo é que o cenário de investimento aqui no Brasil seja igual a de países desenvolvidos, como os Estados Unidos, na qual, a situação é o contrário, e se confia mais nos assessores”, finalizam os sócios.