Recarga Pay diminui limite de pagamento e aumenta mensalidade do Prime

Recarga Pay

O Recarga Pay anunciou mudanças em sua conta nesta quarta-feira (4). A empresa diminuiu o limite de pagamentos de boletos sem taxa de R$ 5.000 para R$ 3.000 e também aumentou a mensalidade do Prime de R$ 9,90 para R$ 14,99. As mudanças causaram reclamações dos clientes na internet, principalmente nas redes sociais. (Confira o post do Twitter mais abaixo)

Saiba mais

Os 7 melhores cartões de crédito para negativados

Saque do Fundo de Garantia deve ser declarado no Imposto de Renda

Para quem não conhece, o Recarga Pay funciona como uma carteira digital no Brasil. Ela funciona para fazer pagamentos como pessoa física ou pessoa jurídica, além de ser líder no segmento de recargas para celular por aplicativo e oferecer cashback para quem inserir crédito no celular.

O sistema é gratuito, mas é possível assinar uma versão paga com algumas vantagens, denominada RecargaPay Prime. Nesta versão o usuário consegue um limite maior para pagamento de boletos sem taxas extras.

Usuário reclama sobre mudanças do Recarga Pay (Reprodução Twitter)

Quem possui o Prime consegue pagar boletos de até R$ 3 mil sem taxas. Na versão grátis o valor é de apenas R$ 1 mil. Nas recargas de celular e cartões de transporte, o cashback é de 10%, enquanto na versão gratuita é de 5%. O Prime ainda permite recargas offline ou pela web e os assinantes ganham uma maquininha de cartão do Recarga Pay.

Informações de mudança

As mudanças do Recarga Pay foram informadas para os assinantes por meio de um e-mail. Mesmo com a indignação dos clientes perante as mudanças, o Recarga anunciava os valores anteriores como uma oferta “limitada”. Para quem adquirir a conta Prime a partir de hoje, consegue pagar a mensalidade dos 12 primeiros meses por R$ 9,90 ao mês. Depois o valor retorna a R$ 14,99.

Segundo o Recarga Pay, as mudanças são para promover uma melhor experiência.