Trader: profissão é tendência no mercado financeiro

Trader Financeiro

O medo e a insegurança em aplicar o próprio dinheiro fazem do Brasil um país com um pequeno número de pessoas operando na bolsa de valores. Entretanto, mesmo que de forma lenta, mais pessoas estão descobrindo as vantagens de investir no mercado financeiro. Em janeiro de 2019, a Ibovespa registrou um total de 858 mil investidores pessoas físicas. O valor, apesar de pequeno em comparação a população do Brasil (210,5 milhões), é uma marca inédita no país.


Saiba mais

Publicidade

ABFintechs defende modernização do mercado financeiro

Mercado de seguros de pessoas cresce 14,71% no 1º semestre


As Criptomoedas e seus reflexos no mercado

Quem opera sabe que o mercado financeiro pode proporcionar lucros até maiores que empregos tradicionais e o melhor, no conforto de casa. Para começar é preciso apenas um computador com acesso à Internet e conta em uma corretora de valores. Dessa forma, é crescente o número de pessoas que se dedicam exclusivamente a isso. Em outros casos, como o do professor doutor Geovany Borges, por exemplo, é possível manter a carreira e ainda atuar como trader, que é um investidor que busca ganhar dinheiro com atividades de curto prazo aproveitando a volatilidade do mercado financeiro.

Borges segue uma modalidade chamada de swing trader, que realiza operações que levam de um dia a algumas semanas. O investidor tradicional é aquele que se posiciona em ativos financeiros por meses ou anos, sendo assim um trader de posição. Já há aqueles que buscam elevados ganhos no curto prazo, operando durante o dia, na modalidade day trading. Todos esses tipos de traders realizam operações no mercado financeiro, que envolve riscos – até mesmo a tradicional poupança possui riscos -. Logo, é importante conhecê-los e saber como mitigá-los.

Eficiência dos algoritmos

Para aqueles que buscam uma forma mais sistemática de investimento, os investidores que atuam como trader podem, inclusive, contar com um mecanismo que ajuda a reduzir riscos e garantir a compra e venda de ativos guiada por computador, é o caso do algo trading. Trata-se de um sistema de negociação que se baseia em algoritmos para tomar decisões automatizadas aumentando, assim, a probabilidade de sucesso nas transações.

“O objetivo do algo trading é aumentar a probabilidade de sucesso em negociações com redução de risco”, comentou Borges, que desenvolve técnicas de trading algorítmico e finanças quantitativas, e brincou: “Só se paga imposto em cima do lucro. Por isso trader gosta de pagar imposto, o que significa que está sempre no lucro”.

O trader pode atuar no mercado quando bem desejar durante o dia ou à noite, explorando as modalidades day trading e swing trading. “Ele também não tem limitação geográfica, permitindo operar de qualquer lugar”, comentou Tânia de Oliveira, que começou a investir em 2017 durante o intervalo das aulas enquanto era professora de matemática. Hoje, trader é sua função principal, além de prestar serviços de mentoria e treinamento especializado de trading através da Advise Mentoria Financeira.

Especialização em Trading

Quem conhece o Algo Trading, opera e comprova a efetividade do algoritmo. Quem não conhece, tem a chance de aprender no curso “Estratégias de Trading e Investimentos”, oferecido pela Academia Finatec junto dos professores Geovany Borges, Tânia de Oliveira e Marcelino de Andrade, todos com ampla experiência como traders. Esse curso é voltado tanto para quem deseja aprender a fazer trading, como para quem deseja entrar no mundo dos algoritmos.

O curso ocorrerá a partir do dia 19 de novembro. Serão 42 horas de aulas, com encontros terças e quintas, das 19h30 às 22h30, e sábados das 09h às 12h e das 14h às 16h. Os estudantes passarão por três módulos — Aprenda a fazer Trading na Bolsa de Valores, Estratégias Automatizadas de Investimentos e Investimentos Utilizando Inteligência Artificial — que trazem desde conceitos básicos sobre investimentos até conhecimentos técnicos sobre operações na bolsa. As vagas são limitadas e podem ser garantidas pelo portal http://www.academiafinatec.com.br/metodos-e-tecnicas-aplicados-a-algo-trading/.

A proposta da formação é audaciosa: passar o conhecimento necessário para fazer trading manual como também entender os algoritmos usados para trading por robôs ou experts, além de desenvolver estratégias e implementar sistemas de gestão de risco. Ademais, o curso trará conceitos da área de finanças e finanças quantitativas, de modo que o aluno possa expandir o conhecimento de forma autônoma e desenvolver algo próprio.

“O primeiro módulo é fundamental, porque traz noções básicas do mercado financeiro: como se opera manualmente e o que é um indicador, por exemplo. Seria o requisito mínimo para operar como trader. Uma vez que o conhecimento esteja sedimentado, podemos passar para o segundo nível, quando automatizamos alguns processos que o aluno já aprendeu manualmente”, explicou Andrade, Doutor em engenharia elétrica e também atua no mercado financeiro por meio da aplicação de ferramentas quantitativas e algoritmos concebidos pessoalmente.

Durante o curso, os docentes irão explicar maneiras de rentabilizar os recursos através do algo trading de modo a ganhar dinheiro inclusive quando o mercado cai, tudo por meio de estratégias de gerenciamento de risco. Como se trata de um mercado volátil, alguns cuidados são necessários, como simular operar na bolsa até sentir confiança para investir, de fato, o próprio dinheiro, estratégia utilizada por Oliveira e que lhe garantiu mais firmeza nas decisões como trader.

Os professores são traders com muitos anos de experiência. Essa experiência lhes mostrou o que realmente funciona e o que deve ser evitado. Os resultados obtidos por eles são muito superiores ao que o sistema bancário entrega às pessoas comuns, que buscam comodidade. “Se nós assumirmos uma posição mais ativa nos investimentos, os resultados obtidos poderão mostrar o quanto a comodidade nos custa caro”, afirma o prof. Geovany Borges.



Convite Pag Bank

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.