Turismo – Empresas do setor poderão prorrogar reembolso de shows e pacotes turísticos

Ministro do Turismo

O fechamento do comércio e o cancelamento de eventos no Brasil por conta da pandemia do coronavírus afetaram muito a rota de turismo dentro do país. Muitos eventos foram suspensos ou remarcados, o que ocasionou muitos pedidos de reembolso dos participantes. Estes pedidos causaram um rombo enorme nas organizações dos eventos, que precisaram se virar para atender toda a demanda.

Saiba mais

Governo orienta para redução de salários e carga horária para conter economia

Deputados querem melhorar o benefício para trabalhador que terá suspensão de contrato

Bolsa Família: Proposta de lei amplia os benefícios do Programa

Ministro Paulo Guedes anuncia auxílio mensal de R$ 200 a autônomos em pacote econômico

Bolsonaro: Presidente dá data para início de pagamentos do auxílio emergencial de R$600

Governo vai autorizar o corte de salário e jornada em até 100% – Saiba mais

Com isso, o governo federal deve editar nos próximos dias uma Medida Provisória (MP) que irá permitir que empresas de turismo e cultura possam prorrogar o reembolso dos ingressos, a fim de conseguir remarcar os eventos em tempo hábil até a pandemia ser controlada.

A MP foi anunciada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que comentou sobre o assunto. “Essa Medida Provisória vai desobrigar a fazer o reembolso imediato, mas também obrigando para que essas empresas possam, num prazo máximo de 12 meses após a pandemia, elas façam na totalidade, na integralidade, sem custos adicionais ou multas”, explicou. O ministro não deu um prazo de quando a MP deverá entrar em vigor.

A medida segue a mesma tendência aplicada pelas companhias aéreas, que também estenderam o prazo para o reembolso das passagens de voos cancelados. Para o ministro, a medida irá evitar que as empresas quebrem neste período. “Muitas das empresas, sobretudo de entretenimento, shows, pacotes turísticos, se viram num fluxo de caixa zerado, e ainda ter que retirar o reembolso, isso seria catastrófico”.

Governo estuda fundo da cultura

O governo também projeta a liberação de recursos do Fundo Nacional da Cultura, também para apoiar locais e artistas que precisaram cancelar seus eventos devido a Covid-19.

“Estamos estudando junto ao conselho gestor da cultura para que o Fundo da Cultura possa ser também utilizado. Isso vai demandar uma reunião do conselho gestor para que ele possa ser usado para auxílio da cultura”, comentou o ministro do Turismo.

Reserva de hotéis para profissionais da saúde

O ministro do Turismo também informou que está articulando junto as pastas da Saúde e da Casa Civil para permitir o uso de hotéis próximos aos hospitais para abrigar médicos e profissionais da saúde que estejam atuando no atendimento de pacientes durante a pandemia. Isso ajudaria os profissionais a se deslocarem ao local de trabalho e proteger suas famílias da possibilidade de contágio.

Cartão Kontaazul

Convite Konta Azul

Sem consulta ao SPC e Serasa, Deixe o seu e-mail.