Varejo mostra crescimento de 3,4% em agosto, segundo IBGE

Varejo

O comércio varejista mostrou um crescimento de 3,4% em agosto, comparado com julho, de acordo com dados do Instituto de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quinta-feira (8). O varejo conseguiu eliminar as perdas da pandemia do coronavírus, superando em 8,9% o patamar de fevereiro.

Saiba mais

Produção industrial avança 3,2% em agosto, segundo IBGE

Índice do consumidor sobe 0,89% em setembro, segundo FGV

Brasil e Paraguai fecham acordo para livre comércio de veículos

Banco BMG reposiciona marca e mudará cor para estampar camisas de clubes

Inflação cai 0,11% em agosto e fecha 12 meses com 3,43%

“A média móvel trimestral cresceu 5,6% no trimestre encerrado em agosto. Frente a agosto de 2019, na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista cresceu 6,1%. Já o acumulado nos últimos 12 meses foi 0,5%”, informou o IBGE em nota oficial.

O resultado do quarto bimestre do ano, com relação ao terceiro, foi também o maior da série histórica, com crescimento de 11,3%.

Pesquisa IBGE Varejo
(Foto: Divulgação)

Em comparação com agosto de 2019, o volume de vendas do varejo teve seu terceiro mês de crescimento, mas o acumulado do ano continua negativo, em -0,9%, mas com intensidade menor que nos meses anteriores.

“Nos últimos 12 meses, o comércio varejista acumula alta de 0,5%. O quarto bimestre do ano, com relação ao terceiro, na série ajustada, foi o maior da série histórica (11,3%). Tais resultados contribuíram para que agosto de 2020 se tornasse o novo patamar recorde da série histórica do volume de vendas da PMC, 2,6% acima do recorde anterior, de outubro de 2014”, relata o IBGE.

Cinco atividades do varejo em alta

Na pesquisa do Instituto, cinco das oito atividades do comércio varejista tiveram alta: Tecidos, vestuário e calçados, com alta de 30,5%, Outros artigos de uso pessoal e doméstico, com 10,4%, Móveis e eletrodomésticos (4,6%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (1,5%) e Combustíveis e lubrificantes, com alta de 1,3%.

Pesquisa IBGE Varejo
(Foto: Divulgação)

“No comércio varejista ampliado, o volume de vendas cresceu 4,6% frente a julho de 2020, na série com ajuste sazonal, quarta taxa positiva consecutiva. Nessa mesma comparação, Veículos, motos, partes e peças cresceu 8,8% e Material de construção avançou 3,6%, após ambos crescerem 12,3% e 5,9%, respectivamente, no mês anterior”, de acordo com o Instituto.

Pesquisa IBGE Varejo
(Foto: Divulgação)